Solo grampeado

 

Descrição


A técnica de solo grampeado também conhecida como “soil nailing” consiste na aplicação de grampos/tirantes por meio de perfurações do solo para a inclusão de barras de aço e preenchimento com calda de cimento. Tais elementos, por possuírem elevada resistência à tração e alto nível de adesão com solo envolvente, melhoram as propriedades do maciço reforçado.

O seu paramento pode ser feito com concreto projetado via seca ou via húmida e também com blocos de concreto pré-fabricados.

Por permitir execução em corte sentido descendente, a técnica de solo grampeado pode ser considerada como uma das soluções mais seguras tanto na fase de execução, como no comportamento a longo prazo das obras.

 

Aplicações


A técnica tem aplicação na estabilização de taludes de corte, principalmente nas seguintes condições: maciços a serem cortados, cuja geometria resultante não é estável; taludes existentes com condição de estabilidade insatisfatória; taludes rompidos; escoramento de escavações.

 

Vantagens


Baixo custo: nesta técnica, o único elemento estrutural utilizado para a estabilização são os grampos. A proteção do talude/escavação, seja em concreto projetado ou outro tipo de estrutura, tem custo relativamente baixo em relação às soluções convencionais.

Velocidade de execução: as técnicas utilizadas na execução do solo grampeado permitem uma boa produção. O tempo de execução é, em geral, menor, se comparado às soluções convencionais.

Deformabilidade: por ser uma estrutura deformável, suporta com segurança a ocorrência de recalques totais ou diferenciais.

Flexibilidade: permite grande adaptação do projeto às condições geométricas do talude, além de inclinação da face, distribuição e dimensionamento dos grampos nas diferentes fases de construção.

 

Esquema construtivo


Comments are closed.